Viagens adiadas: para onde vamos depois da quarentena

Vim aqui contar um pouco dos meus planos (e do Gabriel) sobre "onde eu quero estar quando tudo isso acabar" e te inspirar para depois da quarentena

Saudades daquilo que não vivemos… Impossível não relacionar o atual momento das “férias frustadas” com essa frase, né? Muita gente com planos e sonhos adiados. Tempos de coronavírus e infelizmente aquela viagem tão desejada não vai sair do papel tão cedo.

Desde que o vírus Covid-19 foi decretado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde, dia 11 de março, o cenário para o turismo mudou a cada dia, a cada hora. Fronteiras fecharam, voos foram cancelados, eventos adiados. Tudo saiu do lugar para que tudo possa voltar ao lugar o quanto antes.

Nós tínhamos viagens incríveis marcadas para esse primeiro semestre. Aliás, eu nunca tinha programado tão bem minha agenda de viagens como esse ano.

O primeiro baque foi quando Donald Trump proibiu voos vindos da Europa para os Estados Unidos, já explico o motivo.

Fato é que a tal da quarentena é real, é importante e vai fazer diferença lá na frente quando tudo estiver mais tranquilo e os planos começarem a virar realidade.

Agora o segredo agir pelo coletivo. Antes de ir á padaria já temos que pensar 2 vezes, imagina viajar, concorda?

Não vou me aprofundar no assunto em si porque grandes veículos de comunicação confiáveis já estão fazendo isso. Vim aqui contar um pouco dos meus planos (e do Gabriel) sobre “onde eu quero estar quando tudo isso acabar” e te inspirar. Veja para onde vamos depois da quarentena.

|Fernando de Noronha

Mergulho no Sancho (Foto: Tati Sisti)

Mergulho no Sancho (Foto: Tati Sisti)

Eu já conheço a ilha mais linda do Brasil (uma das mais lindas do mundo), mas o Gabriel sempre teve vontade de ir para lá. Foi durante nossa lua de mel, nas Maldivas, em novembro de 2019, que batemos o martelo e decidimos que iríamos para lá em 2020.

Em fevereiro começamos a organizar tudo e fechamos nossa viagem de 3 a 11 de abril. Eu tinha em mente que queria fazer uma viagem cheia de história, um pouco menos óbvia (de tudo que todo mundo faz) e encontrei uma casa linda pelo Airbnb. Acho que não conheço ninguém que já foi para Noronha e se hospedou em uma casa. Fiquei bastante empolgada com a experiência.

Os donos da casa são de Recife, mas têm muita história com Noronha. A família tem 80 anos de ilha, sendo que o avô do Leo – dono da casa – construiu a maioria das edificações importantes de Noronha, inclusive a capela que ele se casou com sua mulher, Fernanda.

A ideia era (e ainda é) ter um pouquinho da experiência de um ilhéu… Pescar um peixe e prepará-lo em casa, olhar o movimento da janela “de casa”.

Os últimos dias seriam em uma pousada que também tem muita história, a Pousada Magia. Inaugurada em 1999, a Pousada Magia teve como sua primeira hóspede a atriz Sônia Braga. A dona é jornalista e atualmente escreve livros, sendo que um deles conta a história de Noronha, desde a época do presídio, contada por quem viveu na época.

Já deu para imaginar um pouquinho do que vamos mostrar por aqui, né? No nosso roteiro também tem mergulho de cilindro (amamos), nascer do sol na canoa havaiana, muita praia e visual de babar. Aguardem! Será nosso primeiro destino assim que tudo voltar ao normal!

|Zurique e Genebra

La Réserve Eden au Lac Zurich (Foto: Divulgação)

La Réserve Eden au Lac Zurich (Foto: Divulgação)

No dia seguinte da volta de Noronha eu embarcaria sozinha para a Suíça, onde encontraria um grupo de jornalistas para mais uma press trip da TL Portfolio. Esta viagem foi adiada para setembro.

Suíça será um país novo na minha listinha e eu estou bastante ansiosa. Ele é famoso por suas belíssimas paisagens, mas eu tinha um motivo ainda maior para estar empolgada: o hotel.

Depois de ter conhecido o La Réserve Paris e o La Réserve Ramatuelle, seria a vez de conhecer o La Réserve Eden au Lac Zurich, inaugurado em janeiro de 2020, e o La Réserve Geneva.

La Réserve e Philippe Starck uniram forças acrescentando um pouco de arte e rebelião ao hotel que fica à beira do magnífico lago Utoquai, a 10 minutos caminhando da principal rua do centro de Zurique.

Nada mal… Os quartos foram criados como cabines de marinheiros em terra, por isso os hóspedes podem encontrar até mesmo cartas náuticas do lago e alguns cartões postais de iates. Perfeito para essa jornalista apaixonada por mar e também habilitada com arrais (sim, eu tenho “carta” para pilotar barcos).

Também vamos conhecer os restaurantes do hotel como o La Muña, que oferece uma vista única de 360 ° do centro histórico de Zurique, com vista para o lago e os Alpes, e o Eden Kitchen & Bar e sua exclusiva seleção de vinhos internacionais.

La Réserve Geneva (Foto: Divulgação)

La Réserve Geneva (Foto: Divulgação)

E já que estamos falando de restaurantes, em Genebra, além de conhecer os principais pontos da cidade e nos hospedar no La Réserve Genebra, vamos ter um jantar no internacional The Loti e outro no único restaurante asiático de Genebra que possui uma estrela Michelin, o Tsé Fung. #VemSetembro!

|Orlando

Disney, em Orlando (Foto: Pxhere)

Disney, em Orlando (Foto: Pxhere)

De Zurique partiria direto para Orlando onde reencontraria o Gabriel. Muito provavelmente faremos essa viagem também em setembro seguindo o mesmo plano.

Depois que fomos no Parque da Ferrari, em Dubai, colocamos na cabeça que queríamos ir para Orlando nos divertir muito em parques de diversão juntos. Eu já fui 5 vezes para lá, mas nenhuma com o Gabriel, que foi há uns 20 anos a última vez para lá.

O plano também é dar uma renovada nos nossos equipamentos fotográficos e nos hospedar em hotéis incríveis para provar que Orlando vai MUITO além da diversão!

|Paris e Nice

 

Ah, Paris… Sempre bom voltar. Mas o foco principal dessa viagem seria a colheira das rosas em Nice, em um tour incrível organizado pela Bianca do Paris Beauty Week. Ainda não batemos o martelo sobre o que vamos fazer, mas muito provavelmente teremos que adiar para o próximo ano, levando em consideração que o período de colheita acontece em maio.

Eu venho sonhando com essa viagem desde que decidimos que faríamos… Teríamos também uma noite em Bourgogne e alguns bons momentos pela cidade luz, onde eu conheci a Bianca. Ela é brasileira, mora em Paris e é expert na região!

Muitas viagens incríveis aconteceriam nesse primeiro semestre. Mas sigo firme e forte na campanha #nãocanceleadie. O turismo é, sem dúvidas, um dos mercados mais afetados no mundo inteiro. Além disso, não podemos cancelar nossos sonhos. Viajar é uma das coisas mais preciosas da vida, que cria memórias únicas e um aprendizado gigante.

Além dessas viagens, temos uma agenda cheia para o segundo semestre. Não vou contar para não estragar a surpresa, mas acompanhe tudo por aqui e pelo nosso Instagram @triptofollow.

Tags:  

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>